Hipnose Ericksoniana

A influência de Milton H. Erickson, MD

Esta foi a segunda influência mais importante da carreira desse profissional e lhe foi apresentado por Viktor Frankl, Ph.D. em correspondência de 1978 quando ainda era estudante de psicologia.Também tinha visto falar de Erickson por Gerard van den Aardweg, o criador da Terapia Antiqueixa com quem fez uma especialização no biênio 1978 e 1979 no departamento de pós-graduação de Faculdade de psicologia da Pontifícia Universidade de psicologia de Campinas.

Aardweg foi professor convidado do departamento de pós-graduação em Psicologia da PUCCAMP, era também muito interessado pelas técnicas de paradoxação de Milton Erickson, Palazzoli e Frankl.

O interesse pelas técnicas de paradoxação de Milton Erickson surgiu definitivamente há muitos anos quando este começou a estudar a abordagem ericksoniana em 1983 com um psiquiatra ericksoniano colombiano que tinha estudado com Milton Erickson e Stephen Lankton.

Fez uma especialização (practitioner e master) com duração de 16 dias em Bogotá, Colômbia, com Gilbert Brenson Lazan, M.D. que era um psiquiatra americano radicado naquele país em cursos patrocinados pela Eirene e a Visão Mundial.

Milton-H.-Erickson
Esta foto do Dr. Milton Erickson foi tirada por David Gordon, no quintal de sua casa em Fênix, num desses dias frios do Arizona poucos anos antes de sua morte em 1980
Foto de Milton Erickson tomando sol no fundo de sua casa em Fênix
Bayard Galvão, um dos diretores do Instituto Milton Erickson de São Paulo ao lado do Dr. Ricardo Feix, seu tio, um expoente da hipnose no sul do Brasil
Gravura do Dr. Milton Erickson que teria sido desenhada por Robert Dilts e 1978. Mais de 20 anos de vida foram dedicadas à divulgação da obra ericksoniana no Brasil com os reconhecimentos da família Erickson

Por esta época se estruturava a PNL – Programação Neurolingüística e nesta mesma ocasião estudava também terapia familiar, e acompanhava com atenção o surgimento da PNL. Fez quatro workshops nos Estados Unidos com Virginia Satir e alguns cursos de PNL no Brasil.

A partir daí estudava tudo o que era possível sobre Milton Erickson, inclusive as obras de Jay Haley, Cloé Madanes e posteriormente de todo o grupo de Palo Alto, o MRI – Mental Research Institute, além cursos na Califórnia, palestras pelo mundo e a busca de literaturas raras sobre estas áreas pelo mundo.

Em 1986 começou a se corresponder com discípulos diretos de Milton Erickson e profissionais brasileiros que foram amigos e estudaram com Milton Erickson como, por exemplo; o Dr. Moraes Passos, professor da Escola Paulista de Medicina e David Akstein, este último era tio de uma colega de faculdade que residia em Jundiaí/SP. Posteriormente publicou pela Editora Psy um livro de Akstein chamado “Teste do reflexo concentrador” e em Phoenix pode ver alguns anos depois na estante de Milton Erickson os livros dos brasileiros Moraes Passos e David Akstein, que com Erickson, foram fundadores da Sociedade Americana de Hipnose Clínica.

Organizou eventos importantes para reatar pessoas afastadas pelo tempo e divergências políticas, para reconhecer profissionais históricos como, Moraes Passos, David Akstein, Malomar Edelweiss e o Dr. Veloso, in memória, entre muitos outros, e preparar os caminhos para a nova geração de excelentes profissionais e sucessores.

Em 1990 começou a negociar com Jeffrey K. Zeig, Ph.D. para ministrar o primeiro workshop sobre hipnose ericksoniana em no Brasil em 1992. Os riscos financeiros eram enormes, mas apostamos e sucesso foi impressionante. 230 profissionais comparecem e a partir dali nasceu uma parceria com a The Milton H. Erickson Foundation Inc. que trouxe o Dr. Zeig ao país por 19 vezes e com ele foram feitas dezenas de eventos a seguir listados com autoridades do mundo inteiro.

Quase todos os grandes discípulos de Milton H. Erickson, M.D. vieram ao Brasil várias vezes e começamos a mudar o panorama Psicologia no Brasil antes voltada para a Psicanálise, a Psicologia Comportamental e a Abordagem Rogeriana.

O primeiro livro sobre hipnose ericksoniana e terapia familiar o chamado Manual de psicoterapia familiar, foi escrito entre 1984 e 85 e saiu em 1987 pela Ed. Vozes no Rio de Janeiro. Publicou alguns dos livros mais importantes sobre hipnose no Brasil pela Editora Psy.

Viajou para eventos sobre temas ericksonianos para a Argentina, Chile, Equador, Colômbia, México e Estados Unidos. Participou como estudante, como organizador e como estudioso de mais de quatro mil horas de vivências, workshops e congressos pelo mundo todo, inclusive por algumas das conferências promovidas pela Fundação Erickson.

Validamos e reconhecemos todos os que mereciam reconhecimento histórico e de atribuir o melhor nível técnico a tudo que fizemos escolhendo os melhores profissionais do mundo para os nossos eventos e livros.

A partir de 1998 parou com os eventos que duraram a década de 90, após o falecimento da esposa Maria Aparecida Lovo, vítima de aneurisma em junho de 1997, após o término do Congresso Brasileiro de Hipnose Ericksoniana e Clássica que contou com presença de Jeffrey Zeig, Ph.D., Bradford Keeney, Ph.D., Tereza Robles, Jorge Abia e Betty-Alice Erickson, filha de Milton Erickson, além de expoentes homenageados como o próprio Dr. David Akstein e Moraes Passos entre outros.

Este evento foi organizado pelo Instituto Milton Erickson de São Paulo e contou com a colaboração de todas as autoridades interessadas.

Estas são as quase 500 páginas de sabedoria do Akstein prefaciadas por Maurício de Medeiros e Milton Erickson
Este livro do Dr. Moraes Passos e Oscar Farina com quase mil páginas nos foi oferecido de presente por Osmard Andrade Faria e foi visto pelo próprio José Carlos na estante de Erickson em 1998
Autógrafo do Dr. Ernest Rossi no seu traduzido publicado pela Editora Psy, de José Carlos, agradecendo pela colaboração
Documento de aquisição da obra completa de Erickson e Rossi no valor de US$7500 que José Carlos não teve tempo de concluir diante da perda sua esposa e da Editora Psy. Naturalmente só tem valor histórico